Seguidores

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Nesta noite...







Nesta noite com medo das estrelas
onde o vento insiste calar minha voz
penetro a bruma tentando mantê-las
no meu quarto quando falo contigo a sós.

Tento decifrar esta  ventania
através da janela que olha para mim
deixando escorrer as gotas vadias
que caem nos meus olhos e me falam assim:

Sou pinga de água doce, insípida
arrastada pela aragem vagabunda
mas quando em descanso me torno mais límpida.

Não procures o brilho nem a  vã loucura
da luz que ilumina mas logo se afunda                  
no pó  dos hipócritas... lama insegura.

Manuela Barroso "Eu Poético"
31 de Dezembro, 2013


 Imagem da net

 BOM ANO DE  2014


21 comentários:

✿ chica disse...

Poesia mais uma vez linda. Inicia ano, termina e novo chega e tua inspiração empre bela! beijos,FELIZ 2014! chica

Joaninha Musical disse...

Muito lindo o teu poema,gostei bastante!! Feliz 2014 querida manuela,tudo de bom para ti,até breve!!

Pérola disse...

Um poema diferente que me surpreendeu muito, pela positiva.

Gosto desta nova roupagem de palavras.

beijinhos

Feliz 2014!

Armando Sena disse...

Poema de época, numa época de invernia, será?
Feliz 2014

Fernando Filipe disse...

Bom dia e bom ano de 2014 minha querida, que este ano tenha a força da amizade que siga a cada passo ao acompanhar-nos pela vida.
Meu bem mais um de tantos maravilhosos poemas, aliás como todos eles, são pedacinhos do seu coração. Minha querida além de nunca faltar o pão de cada dia que nunca lhe falta tão maravilhosa inspiração porque tudo isto sai dentro de nós é como a luz duma estrela que jamais se poderá apagar.
Bom fim de semana com beijinhos de luz e muita paz

Nina Filipe disse...

Amiga voltei só para lhe dizer que este meu comentário foi em nome do meu marido, sabe estive a faze-lo de seguidor e foi o que ficou aberto, ao qual lhe peço desculpa.
Nina Filipe

JP disse...

Uma bela tela que nos pintaste aqui, Manuela.

Aproveito para te desejar um muito feliz 2014, cheiinho de coisas boas.

Beijinho

Silenciosamente ouvindo... disse...

Lindas imagens e um bom poema.
Uma maneira bonita de começar
um ano. Gostei.
Beijinho
Irene Alves

Sissym Mascarenhas disse...



Manuela,

Lindo seu poema, ele faz um alerta e uma crítica.

Que sejamos fortes.

Feliz 2014.

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
Que belo poema!
Queremos que as estrelas guiem a nossa vida!
Não fiques triste!
Terás sempre uma estrela para te guiar,tenho a certeza.
Feliz Ano Novo
Beijinhos
Beatriz

JP disse...

Eu já tinha comentado este post...

Já não me lembro o que disse, mas lembro-me de ter desejado um Feliz ano de 2014.

Quando ao poema, que dizer? Um encanto como sempre

Beijinho

Joop Zand disse...

Very nice poem and images

Lovely post Manuela

Beijos, Joop

Malu Silva disse...

Que neste ano que acaba de chegar, novinho em folha, a inspiração lhe seja companheira e que continue a nos brindar com belas poesias.
Um abraço!!!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Excelente poema Manuela.

Bom Ano!

cvb

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Manuela, eu gosto muito de sonetos. Adorei o seu. Leva-nos a refletir sobre as emoções que sentimos e, às vezes por elas sofremos. Grande abraço!

LUZ disse...

Olá, querida Manuela!

E já estamos noutro ano! Feliz 2014. Há de ser, se Deus quiser.

A imagem, que encima o seu poema, é deslumbrante e assustadora. O negro, pode ser sensualíssimo, mas pode também ser indicativo de que algo não está bem.

O seu poema, reveste-se de uma beleza ímpar, mas considero-o um poema de alerta.

Tenha dias muito felizes.

Beijos da Luz.

PS: não sei se comentei ou não este seu poema. Se já, ficam dois comentários, não tem importância nenhuma.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há noites
onde a alma
viaja nos
braços dos pensamentos...

Desejo aos que amo, não bens materiais,
mas alegria...
A mais plena alegria...

Duarte disse...

Tenho uma certa debilidade pelos sonetos, e são de tão difícil execução!
Gosto do modo como lidas com a metáfora, numa simbiose perfeita.
Abraços de vida

Nilson Barcelli disse...

Há muita "lama insegura"...
Um excelente soneto, gostei imenso.
Manuela, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Luma Rosa disse...

Oi, Manuela!!
Vento lá fora, tempestade cá dentro! Lágrimas são amigas que desafogam a alma!
Poesia inspiradora!! Que assim seja todo o seu ano novo!!
Beijus,

António Jesus Batalha disse...

Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
decerto que vou seguir também o seu blog.
Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
Sou António Batalha.