Seguidores

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Saber-te...


 Imagem Net


Saber-te longe ou perto, que importa
se os passos do teu sorriso
me conduzem ao bucolismo do vale
onde se espraiam os meus sentidos?

Aproxima docemente o teu olhar do meu vulto
cercado peas espigas amarelas do trigal
na elegância do bailado nas  asas dos sopros de brisa
triunfando  na terra, no aroma e sal

Leva-me na transparência do brilho
no voo das tintas dos teus olhos
para morrer na insónia das tuas mãos

E  no mistério da penumbra
divagaremos na íntima muralha
enquanto a noite se afunda


Manuela Barroso in "Eu Lírico"





Pausa.
nova jornada
novo caminhar
voltarei
para  vos abraçar!