Seguidores

terça-feira, 21 de dezembro de 2021

Feliz Natal


 

É Natal      ( Soneto de Meu Tio)


É Natal…E, sobre isto, há uma história,
Cheia de paz a condenar a guerra.
- Uma lenda de Amor e de Vitória,
Duma criança, que nasceu na Terra.
 
Tinha vindo, do Céu, cantar a Glória,
Do Pai, que está no Céu e o Céu encerra.
- A pregar que esta vida é transitória,
Que o certo é perdoar, sempre, a quem erra.
 
Este conto, há milénios nos seduz.
Mas a verdade, toda, em tudo isto
(Como ferida gangrenando pus,
 
 De tanta coisa vil, a que assisto)
-É ter morrido, à toa numa Cruz,
A criança chamada Jesus Cristo…



 Florentino Alvim Barroso, in "Vento e Ventanias"- Edium Editores

 

 



10 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Feliz Natal, querida amiga Manuela!
Um poema muito belo contendo a teologia do Nascimento do Menino Salvador.
Menino Jesus, nossa Alegria.
Que Deus lhe dê um Natal muito abençoado junto aos seus amados!
Saúde, paz e amor sempre.
Lembre-se dos amigos virtuais junto à sua mesa de Festa.
Que não falte pão e Amor!
Beijinhos carinhosos, festivos e fraternos
💚❤️🌲😘

Toninho disse...

Um belo poema com sentimento ancorado na fé.
Bela partilha do poetizar do tio poeta.
Duro morrer na cruz pelo amor em meio ao ódio.
Que o amor floresça entre os homens de boa vontade.
Um feliz Natal e grato pela companhia na viagem e
que possamos estar neste trem pelas quatro estações.
Beijo e paz amiga.

chica disse...

Maravilhoso poema do teu tio! Adorei!

Desejo ótimo e muito abençoado Natal e que 2022 chegue sorrindo e nos faça sorrir bastante,com saúde, amor, alegrias e paz! beijos, chica

Roselia Bezerra disse...

Feliz Natalm, querida amiga Manuela!
Menino Jesus, nossa Alegria.
Que Deus lhe dê um Natal muito abençoado junto aos seus amados!
Saude, paz e amor sempre.
Lembre-se dos amigos virtuais junto à sua mesa de Festa.
Que não falte pão e Amor!
Beijinhos carinhosos, festivos e fraternos

Juvenal Nunes disse...

Parabéns pelo belíssimo soneto de Natal do seu tio.
Faço votos para que tenha um feliz e santo Natal.
Juvenal Nunes

A.S. disse...

Muito belo o soneto Manuela!
Sempre presente o melhor espírito do Natal!

Deixo este pequeno excerto de Torga:

"Soa a palavra nos sinos,
e que tropel nos sentidos,
que vendaval de emoções!
Natal de quantos meninos
em nudez foram paridos
num presépio de ilusões..."

UN SANTO NATAL PARA TI E TODOS OS TEUS!

Um abraço, Manuela!

Gracita disse...

Que poema lindo comadre.
Expressivo sentimento que contagia
Que a estrela de Belém abrilhante e abençoe sua vida e de todos que convivem com você. Um feliz e iluminado Natal a todos nós!
Beijos

Graça Pires disse...

Que soneto bonito e cheio de sentimento, o do teu tio. Desejo que tenhas tido um Natal cheio de bênçãos. Desejo que o teu ano de 2022 seja um Ano MELHOR.
Beijos, minha querida amiga.

Hermínia Nadais disse...

Soneto belíssimo e repleto de sentido!
Festas muito felizes. Beijinhos

Ana Freire disse...

Uma bela inspiração, que não poderia ilustrar melhor, todo o fascínio que encerra esta quadra! Grata por esta partilha tão especial, Manuela!
Não consegui chegar aqui a tempo do Natal, nesta conjuntura tensa, que atravessamos, em que tive que antecipar imensas coisas por estes dias, para ficar um pouco mais em casa, nestes dias mais problemáticos, por causa da pandemia. Estimo que tenha passado o seu Natal, o melhor possível! Aqui passou-se de forma tranquila, felizmente... e sem quaisquer ajuntamentos, para poder levar a minha mãe até 2022 sem problemas, nem sobressaltos de saúde por estes dias...
Deixo um beijinho, e votos de que 2022, se mostre incomparavelmente melhor, que não nos falhe em saúde, e que nos ofereça perspectivas bem mais animadoras e tranquilizadoras! Tudo de bom! Feliz 2022!
Ana