segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Longe...

 



 

Longe, 
espraia-se a paisagem nua de luz no encanto da planície 
onde se agitam  repuxos de perfumes  silenciosos 
de violetas selvagens,
no baloiço inquieto da aragem.  


Texto e imagem
Manuela Barroso

 



9 comentários:

  1. Ah! Esse longe tão indefinível!
    Quando as coisas são muito belas, nós sempre nos surpreendemos
    perante a nossa insignificante pequenez!

    Que bom que voltaste querida amiga!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga Manuela, boa tarde de paz!
    O longe se faz muito perto quando o 💙 está em plena contemplação.
    Muito lindo sentir a aragem refrescante entre as violetas.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beijinhos
    💐

    ResponderEliminar
  3. Lindo demais.Foto e poesia! Adorei !
    Sempre bom te ver !Como estás?
    beijos, lindo dia! chica

    ResponderEliminar
  4. Esse Alentejo que nos mostra o longe... enquanto se torna sempre mais próximo do coração...
    Imagem e palavras como sempre, num complemento mais do que perfeito, Manuela!
    Um beijinho grande! Votos de uma feliz semana e um óptimo Setembro!
    Ana

    ResponderEliminar
  5. Um longe que se faz perto em sensações. Tudo lindo, foto e palavras. Bjs.

    ResponderEliminar
  6. A Planície com o imenso espaço livre para respirar melhor, pensar melhor, sentir melhor... Belíssima imagem e poema, minha querida Amiga Manuela.
    Um beijo enorme.

    ResponderEliminar
  7. Muitas vezes tão perto, tão longe ,Manuela
    Linda foto conjugando com as palavras.
    Um prazer vir te ver e te abraçar.
    Saúde e bons das, amiga querida

    ResponderEliminar
  8. Manuela,vim avisar que acaba de entrar uma foto tua por lá! beijos, obrigadão! chica

    Podes ver aqui:
    https://ceuepalavras.blogspot.com/2022/10/blog-post_9.html

    ResponderEliminar
  9. Até mim chegpou esse prefume único das violetas, ou a arte de bem escrever?
    Abraço de vida, querida amiga

    ResponderEliminar