Seguidores

sábado, 19 de novembro de 2016

Leituras

 Octavio Ocampo



O génio está em ver onde te escondes
tudo se liberta quando não olhamos. Vemos.
Eis a liberdade que o Campo me dá:
meus olhos leem em sintonia com a Alma.
Todos somos UM.


Manuela Barroso

11 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida Manuela!
Também sinto essa sincronia com o campo... sou una com ele igualmente...
Muito lindo seu poema!
Bjm muito fraterno

✿ chica disse...

Lindo isso.Todos somo UM mesmo! Adorei! Vim deixar um beijo, volto em janeiro! 

Encerro antes o ano nos blogs pra receber nosso filho de longe! 

bjs, chica, boas festas,bem abençoadas!

Benó disse...

Manuela e o campo. Eu e o mar. Somos um só .

Ana Freire disse...

Maravilhoso, simplesmente!...
Todos somos um... e não entendo, a maior parte das pessoas, vive num individualismo exacerbado... doentio e incompreensível... por oposição à verdadeira comunhão, que a Natureza nos transmite, nas mais pequeninas coisas...
Belíssimo post, Manuela!
Estas palavrinhas... vão ficar debaixo de olho... para qualquer dia, saírem à cena, lá no meu canto, com um link para aqui...
Beijinhos! Boa semana! E continuação de uma boa recuperação!
Também eu, por estes dias, ando recuperando de uma inesperada distensão muscular...
Ana

Toninho disse...

Linda unicidade Manuela e este integrar-se e interagir com a natureza é a afloração da sensibilidade.
Belo.
Abraços com carinho.

Graça Pires disse...

A Natureza a ensinar-nos que pertencemos a ela... Um belo poema, Manuela.
Uma boa semana.
Beijos.

Teresa Almeida disse...

Somos natureza e por isso esta fruição, esta sintonia.
Belíssimo!
Beijo, Manuela,

Teresa Almeida disse...

Somos natureza e sentimo-nos pertença.
Parabéns, amiga, pela beleza e inensidade do poema.
Beijinho.

Ana Freire disse...

Passando por aqui, e relendo as suas maravilhosas palavras, Manuela... crendo que já tinha comentado anteriormente este post... mas talvez, me tivesse escapado... por estes dias que também têm sido um pouco turbulentos, aqui deste lado... a minha distensão muscular, que me imobilizou durante alguns dias... e mais recentemente a perda de uma pessoa muito querida.
Desejando que recupere rápidamente, Manuela! Disse-me que caiu novamente... será problema de tensão? Ou de ouvidos?... Digo isto, por a minha mãe ter tendência para tonturas frequentes, atribuídas a estas duas causas... em todo o caso, nada como uma apreciação médica para ficar descansada... e não se proporcionarem mais quedas...
Um beijinho grande, desejando-lhe rápidas melhoras!
E um bom feriado, dentro do possível!...
Ana

Duarte disse...

A isso é ao que chamo integridade.
Bonita reflexão!
Abraços de vida, querida amiga

Teresa Almeida disse...

Somos natureza e eu adorei a genialidade do teu respirar.
Beijinho, amiga.