Seguidores

sábado, 1 de outubro de 2011

Despertares



      Despertares

Enquanto o sol nascia
despertava a madrugada
da noite que expodia

                       Manuela Barroso, "Ensaios Poetrix-cos" 

6 comentários:

Leninha disse...

E explodia em beleza,suavidade e maciez.
Lindo,Manu querida.
Bjsssss carinhosos,
Leninha

mfc disse...

A noite é uma cúmplice excelente... e linda!

Evanir disse...

Meu Anjo.
Deus abençoe sua semana
sou sempre grata pelo seu carinho.
No momento quase não estou conseguindo fazer visitas.
Porém tenho você no meu coração e pensamento.
Estarei tentando deixar meu carinho também,
parabenizar pelas postagens lindas que leio na sua postagem.
Um beijo no coração .
Já com saudades e muitas.
Evanir

Leninha disse...

Manu querida,estou relendo o teu poetrix,em um dia em que o sol se esqueceu de nascer...mas,dentro de mim,ele ainda está brilhando.
Bjssssssss e um carinho em tua face,
Leninha

tecas disse...

Deliciosa explosão, num belo poetrix, Manelinha.
Bjito amigo e uma flor.

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
Um mimo poético!
Como o Sol que «desperta a madrugada»! Parabéns.
Escreves cada vez melhor!
Um beijinho
Beatriz