Seguidores

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

OBRIGADA, LENINHA!

Minha muito querida Manu,

A  pintura é poesia silenciosa,
a poesia é pintura que fala.
Simônedes de Ceos
poeta grego, c.556-468 AC


 http://tudoaver-leninha.blogspot.com
Moonlight Beethoven-Sonata ao Luar

Laços de afetos nos unem, Manu,os laços misteriosos do carinho que nos ensinam os caminhos estrelados que conduzem à sincronicidade e à harmonia,e à esperança que reacende no fundo azul do peito o dom da infância.Vieste do outro lado do oceano e me cativaste, tuas mãos teceram poemas e carinhos, fizeste uma menina dos caracóis à infância retornar,com seus sonhos a reviver... nas cores de tuas rosas trouxeste o afeto que tem um brilho próprio no grande painel dos sentires humanos...nas palavras doces de teus poemas trouxeste os laços tênues, às vezes fortes como um abraço, mas que não prendem, são leves, para manter um objeto de afeição.
Hoje é teu aniversário,Manu. O que posso te desejar? O que posso te oferecer? De minha janela descortino a mata e gostaria de te oferecer este verde salpicado pelo brilho do sol...debaixo de minha janela um sabiá laranjeira entoa o seu canto e como eu queria ter o poder de ofertar-te este canto...é primavera e eu gostaria de te entregar todas as rosas, miosótis, gerânios,lírios e papoulas que florescem em todos os jardins...e mais os aromas de giestas,amapolas e jasmins...
Um menestrel eu enviaria para cantar debaixo de tua janela doces e suaves melodias, uma harpa tocaria uma sonata quando passasses e um bandolim executaria uma sonora e pungente canção ao deitares a cabeça em teus luares.
A noite se adianta e em breve os raios de sol estarão a te despertar...que seja um despertar feliz de sonhos alvissareiros. E, fazendo minhas as tuas palavras:

O sol me convidou
a sentar
na sua casa
bronzeando-me de pétalas.
senti-me uma flor com asas
Depois vestiu-me
de nuvens
fui princesa por um dia
manto bordado
de estrelas
num reino de fantasia!
Que assim seja
Com um carinho meu
Leninha



Minha querida Leninha,
De nada servem as palavras se elas não chegam ao mais profundo âmago do ser humano
De nada serve a vida se as palavras não são usadas para dizer "amor"
De nada valem sorrisos se no mais recôndito do Homem houver a amargura da falsidade
De nada vale a ternura se o calor das penas não nos aconchegar no ninho da vida
De nada vale o amor se não for uma dádiva solene e sagrada
Mas tudo vale quando no meio de tanta fragilidade humana se encontram diamantes que nos cegam
perante o brilho ofuscante da beleza.
Que dimante maior que encontar a amizade nascida do outro lado do oceano e cujo brilho alcança estrelas?
Nasci hoje. Sou bébé!
Mas nunca me senti tão pequenina perante este presente da Leninha que me deixa verdadeiramente
emocionada mas tão feliz!
Obrigada minha menina os caracóis!
Obrigada    LENINHA amiga -anjo
Tua amiga sempre,
Manuela Barroso
Desculpa Leninha mas não consegui pôr o video cuja música adoro!)



4 comentários:

✿ chica disse...

Leninha foi maravilhosa e valem muito esses gestos de amizade! Lindo! Novamente parabéns. beijos,chica

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Olá, Manu!

No dia 25, li no Tudo a ver, da Leninha a linda homenagem que ela fez a você. Naquele dia, também estive aqui, as o meu CP me "traiu" quando carregava para enviar o comentário.
Mas hoje, ainda que atrasada, aqui estou, para o meu afetuoso abraço.
Parabéns, doce poetisa!
Lúcia

CamilaSB disse...

Que lindo gesto a nossa amiga Leninha teve para consigo Manuela! Como se costuma dizer: Quem merece, merece!...
Venho atrasada mas, espero que, ainda a tempo de lhe dar os parabéns Manuela (somos do mesmo signo, eu também fiz anos no dia 23 de Outubro) desejo-lhe muitas felicidades com saúde e paz e junto-me à nossa amiga Leninha, neste maravilhoso gesto de amizade e carinho :) Parabéns e beijinhos às duas!

Anónimo disse...

Querida Manelinha:
Duas poetisas natas:tu e a Leninha.Ler-vos,preenche sempre o meu vazio, a minha solidão. e assim vivo muito bem estes momentos.
Parabéns às duas.
Beijinhos da
Beatriz