Seguidores

domingo, 6 de janeiro de 2019

Águas Ondulantes



Águas ondulantes do meu pensamento
Envoltas em neve de água fria
Geram tormentos à luz da lua
Tempestades raivosas, tontas de alegria.

Aquecendo-se no seio deste desterro
Sonha o pensamento com tal ternura,
Esvaem-se da memória aqui e agora   
Imagens secretas, sinistras de amargura!

Acalma-te oh alma sedenta de paz!
Desliza lentamente por entre o meu espaço:
Ilumina mansamente este labirinto,
Devolve-me a ternura, sucumbo de cansaço!

Manuela Barroso, “Inquitudes”-Edium Editores

                                                                           






8 comentários:

Rejane Tazza disse...

Linda poesia e que a paz,a ternura nunca faltem e não sejamos vencidas pelo cansaço... beijos,tuuuuudo de bom,chica

Roselia Bezerra disse...

Bom dia de Reis, querida amiga Manuela!
Mais uma poesia cheia de Amor que extasia e, por ser tão intenso, deixa uma sensação de extenuada.
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
🌠🙏

Ailime disse...

Boa noite Manuela,
Um poema lindíssimo, assim como a imagem!
Desejo-lhe feliz Ano repleto de paz!
Beijinhos,
Ailime

Graça Pires disse...

Não sucumbes de cansaço nunca, Manuela. O teu amor às palavras não to consente.
Um beijo.

Toninho disse...

E por que teimas coração?
Inquietantes as emoções que a poesia ameniza na beleza.
Maravilha querida Manuela sua arte um show.
Ano bom para você onde a paz seja possível.
Beijo amiga

Majo Dutra disse...

Faz lembrar-me uma bela pintura de Miró que
não é para comentar; apenas podemos concluir
se gostamos, ou não.
Gosto muito, querida Amiga.
Abraço grande.
~~~

Ana Freire disse...

E após todas as intempéries da invernia... as águas ondulantes surgem de novo... espalhando vida, por todo o lado por onde passam... tal como as suas palavras, Manuela!...
Feliz Ano Novo, Manuela! Feliz recomeço!...
Beijinho
Ana

Gracita disse...

Que nunca se aquiete o seu coração poeta minha amiga para que continues versejando com esta singularidade ímpar que tanto nos encanta e que a paz que tanto desejamos seja uma constante em nossas vidas
Grande beijo, querida comadre