Seguidores

domingo, 10 de maio de 2020

Diz-me porquê

 Foto Minha

...

Partem vidraças, rompem fronteiras em desumana febre
rasgam cortinas de luz e poeira, que mediante a paz
tanto me faz viver num palácio como num casebre.
Diz-me porquê.

Manuela Barroso -"Luminescências" Seda Editora










13 comentários:

chica disse...

Lindo demais!Instigante! Bjs😘😘💐♥️chica

" R y k @ r d o " disse...

.Porquê? Porque tem uma alma abençoada... do tamanho do mundo. Simples.
.
Boa noite
Cuide-se

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de Domingo, querida amiga Manuela!
Sem sombra de dúvidas que a paz é o essencial em nossa vida ...
O resto nos é dado por acréscimo.
Lindo demais e verdadeiro todo o conjunto.
Tenha uma nova semana abençoada!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

Ana Freire disse...

Viver em paz... é viver no céu... não importando o invólucro do lugar!...
Belíssima inspiração, que nos desafia a reflectir, Manuela! Adorei!!!
Deixo um beijinho, estimando que se encontre bem, assim como todos os seus!
Peço desculpa pela minha ausência, por aqui... mas ultimamente tenho estado estado tão mergulhada nas medidas de precaução, aqui nas nossas novas rotinas, para evitar algum contágio para a minha mãe... pelo que o meu tempo tem sido fumo... andando bem menos presente na Net, e sem conseguir chegar a muitos cantinhos, conforme desejaria!
Bom fim de semana! Tudo a correr pelo melhor, por aí!
Ana

Graça Pires disse...

Porquê? Porque a Paz é dentro de nós que a encontramos indiferentes ao lugar onde estamos…
Muito belo, o texto, lindíssima a fotografia.
Um bom fim de semana com muita saúde.
Um beijo.

Megy Maia disse...

Olá querida Manuela.
Eu amava ter uma cabaninha.
Uma hortinha.
E o materialismo varria - o para baixo do tapete.
Um abracinho estrelado e cintilante.
Megy Maia🌈

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
A Paz é muito importante na nossa vida. Aqui, aparece exaltada de tal modo, que faz com que se sobreponha a tudo e nos torne indiferentes até ao conforto dos locais onde podemos viver.
Sempre a surpreender-me!
Um beijinho
Beatriz

Leninha Brandão disse...

Por quê ?
Nesta situação em que nos encontramos, sem saber o que nos trará o amanhã, a simplicidade de uma casinha no campo, "onde eu possa ficar no tamanho da paz,e tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais" já cantava a inesquecível Elis Regina e sempre foi o sonho da minha vida. Hoje, com esta pandemia, esta paz que enxergo na tua foto, se torna uma necessidade mais premente e presente em nosso pensamento,um sonho a ser conquistado um dia.
Obrigada por trazer à nossa mente esta beleza .
Um beijo e um afago , meu anjo!

Majo Dutra disse...

Um poema expressivo, belo e muito humano...

Com sua permissão, subscrevo-o.

Dias de conforto e contentamento.

Terno abraço.
~~~

A.S. disse...

A PAZ...!!
Essa paz que tanto procuramos, só verdadeiramente a encontraremos dentro de nós mesmos! No exterior de nós, apenas existe o caos, a falsidade e o egoísmo!...
Gostei muito das tuas palavras.

Beijinhos!

Toninho disse...

A paz que me invade, vem de um barracão com uma caída de água,
lá onde vivi bons anos num grande centro, rodeado de amigos sinceros,
envolvidos num só objetivo, era uma moradia estudantil.
Ao ver a foto eu viajei e seu poema vem cheio desta preciosa paz.
Lindo reler Manuela.
Sua sensibilidade aliada ao domínio das palavras deixa um rastro de elegância maravilhosa.
Aplausos sempre amiga.
Beijo e bom fim de semana com paz.

As Mulheres 4estacoes disse...

Olá, Manuela!

Estar em paz transforma a energia das coisas a nossa volta. Só quando estamos em paz, podemos ser pacificadores.

Eu adorei a foto, fiquei a imaginar um lugar rústico, aconchegante, leve...

Um abraço,
Sônia

lis disse...

Que a Paz reine,Manu
seja num palácio ou num casebre.
Porque somos seres humanos _iguais.
Belo poema, Manu
meu carinho