Seguidores

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Nua


Dormindo toda nua, no seu leito
(Toda nua, dormindo), eu encontrei-a:
Arfava, os lindos seios sobre o peito
Como as ondas do mar buscando a areia.

Aos seus carinhos sempre tão afeito,
De lhe beijar o corpo tive ideia.
Mas seria fazer, se fosse feito,
Numa cena tão linda, cena feia.

Foi quando vi (que cego!), ela dormia,
Que sono, como amante nos regaços,
Ante o meu próprio olhar a possuía!

Então, ciumento em mim, dando dois passos,
Acordei-a! Mas, quando isto fazia
Já tinha para a amar, a cruz nos braços!


   Florentino Alvim Barroso,- "Vento e Ventanias"


8 comentários:

BlueShell disse...

Oh, sim...qu maravilha...
Um turbilhão de sentimentos. GOSTEI!!!

te abraço.

Evanir disse...

Te deixo muita Alegria, Muita paz, Muita energia e meu eterno carinho por você!
Vc é muito especial para mim Existe um lugar onde tudo é possível.
Onde o amor é verdadeiro. Onde não existe um preço a pagar.
Onde tudo se conquista, nada se compra. Onde os dias são calmos e só se ouve verdades.
Obrigada por tudo por essa amizade linda que me dedica.
Estou retornando devagar conto com
sua presença no meu blog sempre que for possivel.
A novidade linda e maravilhosa que tinha para contar
é que serei em julho bisavó isso ñ é maravilhoso?
.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*.*...*...*
Que Deus te abençoe sempre .
um lindo final de semana.
Evanir.
Estou seguindo-te e te amando para sempre .
Amada linda poesia !!!

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Belo poema!
um grande abraço!

mfc disse...

Mas que astuto!!
Gosto destes sonetos marotos, mas de uma marotice extremamente linda!

Parabéns pela escolha.

Paulo Francisco (Pchico) disse...

Gostei muito daqui.
Obrigado pela visita.

BlueShell disse...

Como não posso nem devo pensar só em comer...hoje vim qui. mas j´tinha lido este poema...há uns dias. Vou saltar para outro blog teu.
Bj

Glória Maria - Fadinha disse...

Muito lindo Manuela. Vim te desejar um lindo fim de semana. Muita luz. Carinhos

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
Como o teu tio era um verdadeiro poeta!
Que poema tão sedutor!
Como ele cultiva com tanta mestria, um género tão difícil!
Um lirismo de uma surpreendente musicalidade!
Parabéns e obrigada por nos dares a conhecer os seus escritos.
um beijinho
Beatriz