Seguidores

sábado, 7 de dezembro de 2013

Ouve





Ouve
A noite perfumou-se de lua
vestiu-se de branco
O vento esvoaçava
numa constante ousadia
o véu
onde eu me escondia
da tua alegria
Parou
mas bordou o nosso amor no linho
E no luar
sobraram as sombras
do nosso vendaval branco, em desalinho


Manuela Barroso, in "Eu Poético VI"

                                                                                           


11 comentários:

✿ chica disse...

E como é lindo o desalinho provocado pelo amor...

Linda inspiração e poesia! beijos,tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom! chica

Anne Lieri disse...

Que inspirada e bela poesia de amor! Eu adorei! bjs e boa semana,

Miguel Azarati disse...

Olá, Manuela
Vim através do Google+, onde somos "amigos" e fiquei encantado com este espaço.
Tão linda, a tua poesia!
Tomara eu também saber fazer poemas, mas... o meu "negócio" é arquitetura. Não se pode ter tudo na vida, portanto, vou-me consolando com o que "alguns/mas" escrevem.
Fiz-me teu seguidor para poder voltar. Queres conhecer o meu espacito? É muito humilde... mas dá-me prazer.

Um beijo
Miguel

Duarte disse...

Escuto
o sussurrar do vento
que me conta vidas.
A Lua brilha
nesse sorriso seu
vigia perene
dos gestos meus.
Um dia o vento
vai levantar-lhe a saia
então eu olharei…

Saiu assim, ao algo tão lindo escrito por TI.

Abraços de vida

JP disse...

Mais um belo poema, de amor nas sombras do luar....


Beijinho

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Manuela!
Ah! O amor é o culpado de tantas coisas! Umas boas (que maravilha)!!!
Outras (nem tanto)!!!
Mas ler estes poemas é sempre uma festa, apesar do" vendaval branco, em desalinho".
Um abraço amigo.
M. Emília

Mariazita Azevedo disse...

Bom dia, Manuela
Andei uns dias um pouco adoentada e por isso meio afastada da Net.
Mas já estou melhor, felizmente, e pronta para a luta...
Acho este poema muito lindo.
Com uma enorme suavidade e subtileza lembra o desalinho após o "vendaval branco". Sensualidade muito discreta, diz tudo.

Um grande beijinho
Mariazita
(Link para o meu blog principal)

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
«Ouve»-cada expressão,um poema!
Amor,poesia,encantamento à luz do luar! Que romântico!
Lindo,minha linda!
Continuas igual a ti mesma,grande coração ,totalmente poética!
Muitos,mas muitos parabéns.
Beijinhos
Beatriz

Gracita disse...

Uauuu! E é num desalinho como este que eu quero me perder. Ah o amor!!! Sempre sedutor nas belas linhas poéticas!
Beijos com ternura
Gracita

ॐ Shirley ॐ disse...

Tudo começou com o perfume da lua...e a noite foi linda,Manuela...
Beijo!

Teresa Almeida disse...

Revejo-me em cada reflexão florida.
Beijinho.